sexta-feira, 10 de dezembro de 2010




Vim aqui me buscar para varrer entulhos.
Passar a limpo alguns rascunhos.
Resgatar o viço do olhar.
Trocar de bem com a vida.
Rir com Deus, outra vez.
Vim aqui me buscar para não me contentar com a mesmice.
Para dizer minhas flores.
Para não me surpreender ao me flagrar feliz.
Para ser parecida comigo. Para me sentir em casa, de novo.

Ana Jácomo







Pessoal, estou saindo de férias... ahhhh que delíciaaaa!! Só volto no ano que vem... como se faltasse muito néh, mas estou precisando de uns diazinhos pra mim!!
Mas prometo que passarei para visitar e deixar um beijão de Natal em cada um de vcs, que são tãoooooo especiais pra mim!!!

Beijinhos!!
Daniii

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Um dia a ferida cicatriza e você, de tão acostumada com ela, acaba por esquecê-la. Com fórceps é que a criatura não sai.

(Martha Medeiros)






"Aos poucos saio do poço."

(Caio Fernando Abreu)

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Uma oração!

Deus, põe teu olho amoroso sobre todos os que já tiveram um amor e de alguma forma insana esperam a volta dele: que os telefones toquem, que as cartas finalmente cheguem.
Amém!
Caio Fernando Abreu


Amééééééém Caio!

Menos Amor...

...Ainda é cedo e eu preciso de amor. Só um pouquinho de amor... Quero que ele veja o quanto mudei por causa dele, na esperança de que seu riso congelado saia do automático e eu ganhe um único sorriso verdadeiro... Talvez meu amor tenha aprendido a ser menos amor só para nunca deixar de ser amor..."
Tati Bernardi





Sensação de ter voltado a estaca zero!
=/

segunda-feira, 29 de novembro de 2010



Mania de esperar que as coisas sejam dum jeito determinado, por isso a gente se decepciona e sofre.

(Caio F)

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Fé...



É Preciso ter FÉ
Alda Célia

É preciso aprender a crer
É preciso aprender a confiar
É preciso aprender a acreditar
É preciso aprender a olhar
Com os olhos do Pai quando tudo ao meu lado
Parece desmoronar
 
Pra mover as montanhas
Pra romper meus limites
Pra crescer é preciso, é preciso ter fé.
É preciso ter fé no filho de Deus
Pra quebrar a resistência
Na unção da excelência
É preciso crer
É preciso, é preciso, é preciso ter fé.
Quando as forças do mal se levantam
Eu levanto mais alto a minha canção
Vou crescendo em fé adorando ao meu Deus
Nada vai abalar minha fé
O inferno não vai me deter, pois eu sei
Sei que tudo é possível
Aquele que crê
Pra mover....
É preciso ter fé...
 



video

Desabafando e chorando...

Porque eu sempre faço tudo errado...
Pq eu tenho uns rompantes desses...
Pq o sentimento de posse me domina e como você disse eu
quero te ter como se fosse o meu bem material...
Mas te juro que quero fazer tudo diferente, eu quero mesmo que seja diferente
e não é só da boca pra fora, meu coração pede por isso...
Meu coração pede um renovo... UM RECOMEÇAR
Mas quando vejo já estou dominada pela ansiedade, pela insegurança e como se ainda não bastasse eu deixo estes sentimentos me dominarem a tal ponto de você perceber e se afastar...
Como fui boba ontem, era meu aniversário... vc foi até a minha casa me levou um presente, algo que sabe que eu gosto muito, ficou lá comigo, queria estar lá comigo e eu burra estraguei tudo, com essa minha ansiedade, com esse meu desejo de que as coisas aconteçam... aconteçam e aconteçam...
Como você disse - Estava tudo tão gostoso, antes de acontecer o que aconteceu ontém...
Já te pedi desculpas e você disse que aceitou... mas te conheço... reconheço a magoa na sua voz... e sei que por mais uma vez vc vai se afastar...
Não sei, como sempre... talvez volte, talvez nãooooo...

Porque eu nunca penso antes de agir... pq quando vc esta perto... eu perco a noção de tudo... Pq???


=/








quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Meu níver!!!!

Hoje é o meu Aniversário,
Hoje mais uma janela se abre, diante dos meus olhos..
Hoje proponho me procurar, viajar por dentro de mim..
Percorrer os trilhos da vida...
Com otimismo, com esperança, com alegria e com um baita de um sorriso...
Procurando ser melhor a cada dia, a cada ano... Procurando a felicidade!!!
Hoje é o meu Aniversário
Hoje ouso gritar que existo, que sou linda e que mereço ser FELIZ!!!


P.S.: Ameiiiiiiii este novo tipo de bolo... kkkk


Bom hoje é meu niver, estou fazendo 29 aninhos... hehe!
E acho que estou com um início de crise existencial... kkk!
Acho que nessa  pré-fase-30-anos, toda mulher fica meio grilada com sua idade…eu tbm estou, mas também estou feliz... feliz por ter a bagagem que eu tenho!
Hoje comecei o dia de uma forma bem diferente, ORANDO!!
Não que eu não faça isso sempre, sim faço todos os dias, mas não me lembro de ter feito isso de uma forma tão especial como fiz hoje!!!

E tudo que tenho a dizer é OBRIGADA JESUS!!!

video


quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Re-amar



Você tem que me prometer que não vai ser a toa, que vale a pena.
Que por você vale a pena.
Que por nós vale a pena.
Remar.
Re-amar.
AMAR..

[Caio F]










quinta-feira, 18 de novembro de 2010


'Às vezes é preciso diminuir a barulheira, parar de fazer perguntas, parar de imaginar respostas, aquietar um pouco a vida para simplesmente deixar o coração nos contar o que sabe.
E ele conta. Com a calma e a clareza que tem.'

- Ana Jácomo.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Paz!

Confesso que estou numa paz que nunca tinha sentido.
Com vontade de ficar quietinha, meditando, lendo...
Estou me colocando em primeiro lugar!!!
Estou numa fase muito gostosa. Curtindo minha casa, meu trabalho, meus amigos, meus livros, filmes!
Só saio por um bom motivo.
Preciso me reabastecer, enriquecer minha alma de sentimentos e pensamentos bons.
Estou me reconstruindo.
Estou em paz e vibrando energias positivas!!




A paz não é um bandeira branca, é uma alma limpa.
Neimar de Baros

A paz vem de dentro de ti próprio, não a procures à tua volta.
Buda

Que esta paz que reside em mim neste momento seja uma eterna residente de minha alma.
Natasha Tavares.


Chorar é dar paz à alma. É dizer ao coração: "- Tem paciência, que tudo vai passar!"
Concelina Pinheiro (H.C)

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Amar dói...

... Amar dói tanto que você fica humilde e olha de verdade para o mundo, mas ao mesmo tempo fica gigante e sente a dor da humanidade inteira. Amar dói tanto que não dói mais, como toda dor que de tão insuportável produz anestesia própria..."
 Tati Bernardi



quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Às vezes o amor que se dá pesa...



...farei o possível para não amar demais as pessoas, sobretudo por causa das pessoas. Às vezes o amor que se dá pesa, quase como uma responsabilidade na pessoa que o recebe. Eu tenho essa tendência geral para exagerar, e resolvi tentar não exigir dos outros senão o mínimo. É uma forma de paz... Também é bom porque em geral se pode ajudar muito mais as pessoas quando não se está cega pelo amor.

Clarice Lispector



Clarice fala por mim... ela me entende!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Preciso de FÉRIAS, UM PORRE e UM NOVO AMOR!!





Retirado do Orkut - Comunidade Preciso de Férias,

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Dessa vez...


Dessa vez, com você, eu queria que desse certo.



Eu não espero que você seja o grande amor da minha vida, parei de acreditar nisso na quinta série quando a moça que trabalhava na biblioteca do meu colégio me disse que estava se separando do marido dela... A moça da biblioteca chorou. Não quero que você me faça chorar. Não quero que você seja um motivo ruim na minha vida. Você é motivo de sorrisos, razão pra eu acordar num dia de chuva e tomar banho e mudar de roupa porque eu sei que você vai passar aqui, vai trazer algo congelado pra gente ver ser aquecido no forno e comer enquanto falamos bobagens. Não quero te odiar. Não quero falar mal de você pros outros...  
Não quero que você me largue. Não quero te largar. Não quero ter motivos pra ir embora, pra te deixar falando sozinho, pra bater o telefone na sua cara. E eu não tenho medo que isso aconteça (eu nunca tenho), eu fiz isso com todos os outros. É só que dessa vez eu queria muito que fosse diferente. Dessa vez, com você, eu queria que desse certo. Que eu não te largasse no altar. Que eu não te visse com outra. Que eu não tivesse raiva. Que você não passasse a comer de boca aberta. Que você entendesse o meu problema com chãos de banheiro molhados pra sempre. Que você gostasse e cuidasse de mim como ontem à noite você cuidou. Eu quero que dê certo, não estraga, por favor. Não estraga não estraga não estraga. Posso pôr um post-it na sua carteira? Mesmo que a gente não fique juntos pra sempre. Mesmo que acabe semana que vem. Nunca destrua o meu carinho por você. Nunca esfrie o calorzinho que aparece dentro de mim quando você liga, sorri ou aparece no olho mágico da minha porta...
Me deixe um dia, se quiser. Mas me deixe te amando. É só o que eu peço.

(Tati Bernardi)


 

Selinho que ganhei da Fê!!

Obrigadinha Lindaaaaaaaaaaaaa!!

=)

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

...cuide do seu jardim...

Sabe, acho que a idade vai chegando, e com a maturidade já temos como prioridade outras coisas... A vida profissional, a monografia de final de curso, as contas a pagar e... O amor da sua vida!
Ficamos sempre nos perguntando "quando será que vai chegar?" E a cada nova paquera, vez ou outra nos pegamos na dúvida "será que é ele?".

Como diz o meu pai: "Nessa idade tudo é definitivo" (pelo menos a gente acha que é!) Cada namorado sempre é o homem da sua vida. Fazem planos, escolhem o nome dos filhos, o lugar da lua-de-mel e, de repente...PLAFT!
Como num passe de mágica ele desaparece, te fazendo criar ainda mais expectativas a respeito "do próximo". Você percebe que cair na guerra quando se termina um namoro é muito natural, mas que já não dura mais de três meses. Sim, não negue, você está sempre "à procura". Claro, porque nessas alturas, só há duas hipóteses (e todo mundo já passou pelas duas!): Ou você está sofrendo como uma condenada por alguém que já te baniu (e o pior é quando vem com aquele papo de "carinho enorme", "maior consideração", "seremos amigos", que dá vontade de se jogar do 22º andar), ou é você quem está tentando se livrar daquela coisa apaixonada que não para de ligar pro seu celular.

Em todo caso, a fila está andando e você precisa olhar ao seu redor. Também não precisa ser tão "ao redor" assim. Ao invés da sua quadra, da faculdade, da galera da Igreja, dos amigos do seu primo ou do primo da sua amiga, também é preciso aumentar seu círculo de amizades e ver quantas pessoas legais você ainda tem a conhecer. É impressionante: As baladas, os shows, as viagens já não são mais "points" de guerra, você já não olha pra todos os gatinhos da festa e já não tem mais vontade de beijar todos. Agora, você queria mesmo é que viesse o cara formado, trabalhador, bem resolvido, inteligentíssimo, com aquele papo que te deixa sentada no bar o resto da noite.

No fundo, você daria tudo pra estar de novo com aquela pessoa que conhece sua mãe, que cuida de você quando está doente, que segura o seu cabelo pra não sujar de vômito, que não reclama em trocar aquele churrasco da galera pelo aniversário da sua avó, que joga "imagem e ação" com você e se diverte como uma criança, que te oferece uma música romântica que você vai lembrar pro resto da vida, que sorri de felicidade quando te olha, mesmo quando os dois estão de shorts, camiseta e chinelo e o seu cabelo tá com aquele nó horroroso que ele faz de conta que nem nota... e, por último, que te diz que você está linda naquele vestido de gala da formatura, tanto quanto naquele pijama de algodão, quando acabou de acordar, com aquela cara inchada e o cabelo "puf".
Tá bom, tá bom... não precisa ser "aquele", mas bem que você podia encontrar outro rapidinho. A "guerra" já não é mais liberdade, diversão, pra você ficar com todos sem compromisso, sair sem dar satisfação, curtir as amigas, tirar um tempo pra você... e aquele monte de desculpas esfarrapadas que a gente vive inventando. Na verdade, não passa de uma procura incessante e uma seleção semanal. Sim senhora, não negue que cada novo "fica" já se torna uma possibilidade de namoro (pra você, é claro!), e é aí que mora o problema... Enquanto você dorme pensando nele, gruda no telefone no dia seguinte e passa horas decidindo se deve ligar ou não... Eles não estão com a mesma preocupação... São meses sem dar sorte... Um acabou um relacionamento longo e ainda está com a famosa "síndrome da ex- namorada" (vai ficar pelo menos um ano sem saber o significado da palavra "namoro"), e o outro fica de ligar e não liga, ou resolve aparecer quando "dá na telha", todos os amigos estão namorando, viajando, sei lá... e a última saída é procurar um nome na agenda do telefone. Tudo bem, enquanto tiver maquiagem e perfume, vamos à luta...
E haja dinheiro pra manter presença em todos os eventos da cidade... Churrasco, festinhas em Búzios, boates desde quinta- feira (que aliás é o melhor dia!), Melt aos domingos... sem contar com a sua diversidade, que vai do forró ao pagode, sem contar com os shows de música baiana, passando até (às vezes!) pelo techno das raves.


Mas agora é diferente! O tempo passa e o melhor mesmo é se divertir com as amigas, rir até doer a barriga, fazer aqueles passinhos bregas de antigamente e curtir o som... Olhar pro teto, cantar bem alto aquela música que você adora e, no final da festa, tirar as sandálias, sem se importar com quem está olhando. Um belo dia, você deita a cabeça no travesseiro, pensa por umas duas horas, chora, reza, ri sozinha e chega à conclusão... Pra ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela!
Ninguém é auto-suficiente, mas já é o bastante.
Jogue as velhas lembranças no lixo e se convença de uma vez que se aquele cara que você ama (ou acha que ama) não quer nada com você é porque ele não é mesmo o homem da sua vida.
Aprenda a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.


"Não corra atrás das borboletas, cuide do seu jardim e elas virão até você". No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!















Um texto bem batidinho já, mas perfeito para o meu momento...


quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Mentiras...

Sophie acordou pensativa, e descobriu que andou mentindo...
Andou mentindo muito para si mesma.
Tentou mentir que está bem, que não liga para o que anda acontecendo, mas resolveu sentar e analisar o que esse turbilhão de sentimentos está causando nela.
Descobriu que não esta sabendo lidar com o que aconteceu, coisas que ela não esperava aconteceram e ela, desde então, esta bastante confusa.
Um misto de felicidade com um ponto de interrogação enorme...
E para que ela continuaria mentindo?
Sophie tende a mentir para esconder o que está explícito em sua face...
Ela costuma repensar suas decisões... quando percebe que o mundo inteiro não apóia suas vontades, seus sentimentos, e esse seu segundo olhar é tão ou mais crítico quanto os olhares dos que a rodeiam, que a julgam.
Sophie deixa de fazer muitas coisas com medo dos julgamentos, mas não se pergunta se aquilo a faz ou não feliz, então mente para si mesma que não quer, seja o que for, a fim de "agradar" os outros.
Mas o que vale mais a pena? Seu próprio sentimento ou o que os outros falam?
Ninguém sabe o que é melhor para ela, além dela mesma.
Do que adianta estar com o mais lindo sorriso no rosto sendo que ele não é verdadeiro...
Sophie sabe que o melhor a fazer é tirar essa máscara e assumir que andou mentindo para si mesma.
Que deve  deixar os outros falarem, pensarem, apontarem, no final eles vão se dar conta que também estão mentindo, eles com certeza queriam esbanjar felicidade da mesma forma que ela vai esbanjar quando fizer o que realmente a faz feliz.
Sophie não vai mais mentir para si mesma, afinal é ela a mais enganada...

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Alegria!!



É melhor ser alegre que ser triste



Alegria é a melhor coisa que existe...






















Hoje acordei bem tristinha, então dedico este post a mimmmmm...




=/



 




quantas vezes...


Quantas vezes nós pensamos em desistir,
deixar de lado o ideal e os sonhos;

Quantas vezes batemos em retirada,
com o coração amargurado pela injustiça...

Quantas vezes sentimos o peso da responsabilidade,
sem ter com quem dividir;


Quantas vezes sentimos solidão,
mesmo cercado de pessoas...

Quantas vezes falamos, sem sermos notados;
Quantas vezes lutamos por uma causa perdida;

Quantas vezes voltamos para casa
com a sensação de derrota...


Quantas vezes aquela lágrima, teima em cair,
justamente na hora em que
precisamos ser fortes...


Quantas vezes pedimos a Deus
um pouco de força, um pouco de luz...


E a resposta vem, seja lá como for,
um sorriso, um olhar cúmplice,
um cartãozinho, um bilhete,
um gesto de amor...


E a gente insiste...
Insiste em prosseguir,
em acreditar,
em transformar,
em dividir,
em estar,
em ser;

E Deus insiste...
Insiste em nos abençoar,
em nos mostrar o caminho..
Aquele mais difícil,
mais complicado, mais bonito...


E a gente insiste em seguir,
Por que tem uma missão...
SER FELIZ!!


segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Uma fada...





Hoje amanheci tão bem! Como se durante a noite tivesse vindo uma fada, uma dessas
fadas das histórias antigas, fadinha boa com sua varinha de condão, não sofra mais querida, disse tocando com a varinha a minha cabeça, não sofra mais, ficou repetindo, e nessa hora acordei e me senti diferente.

  
Lygia Fagundes Telles

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Ela quer ser feliz...

Sophie, quer viver, quer ser feliz.
Ela tomou coragem de procurar seu caminho para a felicidade.
Seu lugar ao sol. E ela vai encontrar.
Ela cansou da solidão.
Ela cansou da tristeza.
Ela cansou das más companhias.
Ela cansou de se esforçar e se doar pelo que não vale a pena.
Ela cansou de se chatear.
Sophie precisa entender que tudo o que ela precisa está dentro dela.
Mas ela gosta e nutre um vício pelo amor.
Ela não quer qualquer coisa.
Ela quer o que é bom, ora essa!
O que importa é o que ela olha no espelho e sabe que vê.
Este, é apenas mais um novo começo na sua vida.




P.S.: Sophie esta mais feliz ainda porque ganhou uma querida madrinha!!

=)

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Sophie!

Hoje nasceu Sophie!!
Ela é uma menina, que ás vezes se esquece que é mulher.
Ela sabe muito bem o que quer. Ela sorri bonito e deixa os outros querendo descobrir seu segredo... mas isso nem Sophie ainda sabe!!
É divertida, simpática, amorosa, alegre e romântica. É nervosinha e um pouco brava. É muito tímida, mas as vezes fala tanto que sente até falta de ar.
Apaixona-se muito fácil, já sofreu muito por amor, mas também já viveu de amor.
Sophie gosta de se apaixonar, de sentir frio na barriga e de ter aquela sensação de borboletas no estômago.

Se entrega e cai de cabeça. Segue o coração, sempre!
Sophie tem aprendido a se amar, se valorizar e a principalmente gostar de sua própria companhia.
Ela gosta de beijos e abraços, sorrisos e olhares
Ela não é de muitos amigos, mas os que tem guarda as sete chaves.
Sophie tem muitos medos, é bem insegura, a ansiedade tenta dominá-la, mas ela tem se esforçado pra derrotar essa inimiga.
As vezes acho que ela é hiperativa, é do tipo que nunca para, lê dois livros ao mesmo tempo, entra em milhares de sites em um segundo... ahhh a  internet é uma de suas paixões e também um de seus pontos fracos, afinal muitas vezes ela esquece que existe um mundo real.
Sophie é muito sonhadora, viaja em seus pensamentos, as vezes acho que ela vive de sonhos, mas ela também tem os pés no chão, sabe quanto voltar pra realidade.
Ama poesia, chocolate e dias de sol...
Ama amar, sorrir, chorar, se emocionar...
Ama verde, borboletas...
Ama beleza, leveza e simplicidade... 
Sophie...  vive com a cabeça na lua, com a música nos ouvidos e com o coração na boca!!

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Quero tuuuuudo isso!!!

Quero tudo novo de novo.
Quero não sentir medo.
Quero me entregar mais, me jogar mais, amar mais.
Viajar até cansar.
Quero sair pelo mundo. Quero fins de semana de praia.
Aproveitar os amigos e abraçá-los mais.
Quero ver mais filmes e comer mais pipoca, ler mais. Sair mais.
Quero um trabalho novo.
Quero não me atrasar tanto, nem me preocupar tanto.
Quero morar sozinha, quero ter momentos de paz.
Quero dançar mais.
Comer mais brigadeiro de panela, acordar mais cedo e economizar mais.
Sorrir mais, chorar menos e ajudar mais.
Pensar mais e pensar menos.
Andar mais de bicicleta.
Ir mais vezes ao parque.
Quero ser feliz, quero sossego, quero outra tatuagem.
Quero me olhar mais.
Cortar mais os cabelos.
Tomar mais sol e mais banho de chuva.
Preciso me concentrar mais, delirar mais.
Não quero esperar mais, quero fazer mais, suar mais, cantar mais e mais.
Quero conhecer mais pessoas.
Quero olhar para frente e só o necessário para trás.
Quero olhar nos olhos do que fez sofrer e sorrir e abraçar, sem mágoa.
Quero pedir menos desculpas, sentir menos culpa.
Quero mais chão, pouco vão e mais bolinhas de sabão.
Quero aceitar menos, indagar mais, ousar mais.
Experimentar mais.
Quero menos “mas”.
Quero não sentir tanta saudade.
Quero mais e tudo o mais.
“E o resto que venha se vier, ou tiver que vir, ou não venha".

Fernando Pessoa


terça-feira, 19 de outubro de 2010

Tô nocauteada, tô morrida!

Elisa Lucinda
No elevador do filho de Deus
 
A gente tem que morrer tantas vezes durante a vida
Que eu já tô ficando craque em ressurreição.
Bobeou eu tô morrendo
Na minha extrema pulsão
Na minha extrema-unção
Na minha extrema menção
de acordar viva todo dia
Há dores que sinceramente eu não resolvo
sinceramente sucumbo
Há nós que não dissolvo
e me torno moribundo de doer daquele corte
do haver sangramento e forte
que vem no mesmo malote das coisas queridas
Vem dentro dos amores
dentro das perdas de coisas antes possuídas
dentro das alegrias havidas

Há porradas que não tem saída
há um monte de "não era isso que eu queria"
Outro dia, acabei de morrer
depois de uma crise sobre o existencialismo
3º mundo, ideologia e inflação...
E quando penso que não
me vejo ressurgida no banheiro
feito punheteiro de chuveiro
Sem cor, sem fala
nem informática nem cabala
eu era uma espécie de Lázara
poeta ressucitada
passaporte sem mala
com destino de nada!

A gente tem que morrer tantas vezes durante a vida
ensaiar mil vezes a séria despedida
a morte real do gastamento do corpo
a coisa mal resolvida
daquela morte florida
cheia de pêsames nos ombros dos parentes chorosos
cheio do sorriso culpado dos inimigos invejosos
que já to ficando especialista em renascimento

Hoje, praticamente, eu morro quando quero:
às vezes só porque não foi um bom desfecho
ou porque eu não concordo
Ou uma bela puxada no tapete
ou porque eu mesma me enrolo
Não dá outra: tiro o chinelo...
E dou uma morrida!
Não atendo telefone, campainha...
Fico aí camisolenta em estado de éter
nem zangada, nem histérica, nem puta da vida!
Tô nocauteada, tô morrida!

Morte cotidiana é boa porque além de ser uma pausa
não tem aquela ansiedade para entrar em cena
É uma espécie de venda
uma espécie de encomenda que a gente faz
pra ter depois ter um produto com maior resistência
onde a gente se recolhe (e quem não assume nega)
e fica feito a justiça: cega
Depois acorda bela
corta os cabelos
muda a maquiagem
reinventa modelos
reencontra os amigos que fazem a velha e merecida
pergunta ao teu eu: "Onde cê tava? Tava sumida, morreu?"
E a gente com aquela cara de fantasma moderno,
de expersona falida:
- Não, tava só deprimida.





Achei esse texto no blog da Silvia "Entre Aspas", e simplesmente me identifiquei... como a Silva mesmo sempre diz "Tãooooooooooooo Eu".
Mas realmente esse é um texto que tem tudo a ver com o momento que estou vivendo ou vivi... as vz acho q já passou, mas de repente vem uma avalanche de sentimentos e muda tudo aqui dentro!!

=)

Ainda te amooo!

Não tem jeito eu ainda te amo! Tremi muito ao te encontrar, tudo voltou a tona, o primeiro encontro, o primeiro beijo, o primeiro toque, a primeira vez.
Meu coração descompassou. Não sabia o que lhe falava, o que lhe respondia....
Mas consegui lhe falar, tudo que estava sentindo. Consegui lhe pedir perdão, e também graças a Deus liberar  perdão que vc me pediu!!
Pude falar dos meus sentimentos, e ouvir você dizer que sente muito a minha falta!! Foi mágico estar ali abraçadinha com vc e ouvir a sua voz bem baixinha me dizendo “Eu te amo e vc é mulher da minha vida”.



Mas vc foi embora novamente, desta vez com a promessa de que voltaria, mas a minha razão não me deixa acreditar...
E mais uma vez meu coração esta aqui dolorido, pq realmente vc não voltou.
Ou será a minha ansiedade que não sabe esperar, pelo seu momento, ou será que o meu “Eu não sei se ainda quero”, que te assustou...
Será que o que me resta é esperar?!?!

=0

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Ama a ti mesmo...

Ontém terminei de ler um dos melhores livros que já li, me ajudou muito no momento que estou vivendo, e ao ler a ultima página, me deparei com uma frase... que simplesmente me paralisou por alguns minutos e me fez refletir, refletir e refletir muito...





"Tenha em mente que Deus não disse: "Ama ao próximo mais que a ti mesmo" e sim "Ama o próximo como a ti mesmo."

Jaime Jaramilo - Eu te amo mas sou feliz sem você.

=)